Home Page
top  
 

A Depressão

Sentir-se “pra baixo”, de vez em quando, é normal. Mas algumas pessoas sentem uma tristeza que simplesmente não passa. A vida parece sem sentido e sem esperança. Quando se têm sentimentos assim durante a maior parte do dia, por duas semanas ou mais, é um sinal de depressão grave.

A maioria das pessoas com diabetes não tem depressão. Mas, já foi provado por estudos médicos, que pessoas com diabetes têm maior risco de ter depressão do que as pessoas sem diabetes. Não há respostas fáceis sobre o porque disto acontecer.

O estresse do manejo diário do diabetes pode contribuir. Você pode se sentir sozinho ou afastado dos seus amigos e familiares por causa de todo este trabalho extra. Além disso, se você enfrenta complicações do diabetes, como uma neuropatia, ou se está tendo dificuldades em manter sua glicemia nos níveis que gostaria, pode sentir que está perdendo o controle do seu diabetes. Mesmo uma tensão entre você e o seu médico pode fazer você se sentir frustrado e triste.

Assim como a negação, a depressão pode colocar você num círculo vicioso. Ela pode bloquear o bom autocuidado do diabetes. Se você está deprimido e não tem energia, é possível que ache que algumas tarefas como, por exemplo, testar regularmente a glicemia são demais. Ou, se você está tão ansioso que não consegue pensar direito, será difícil manter uma boa dieta. Ou pode se sentir totalmente sem vontade de comer. E é claro que isso vai afetar sua glicemia.

O quê fazer?

O primeiro passo é reconhecer a depressão. O segundo é buscar ajuda. Se você tem se sentido muito triste, “pra baixo”, veja se tem algum destes sintomas:

1. Perda de prazer - Você não se interessa mais por coisas que costumava gostar de fazer;

2. Mudança no padrão de sono - Você está tendo dificuldades para adormecer, pode acordar várias vezes durante a noite ou querer dormir mais do que o usual, mesmo durante o dia;

3. Despertar precoce - Você pode acordar mais cedo do que o usual e não conseguir voltar a dormir;

4. Mudança no apetite - Você come mais ou menos do que costumava fazer, levando a ganho ou perda de peso em pouco tempo;

5. Dificuldade de concentração - Você não consegue assistir um programa de TV inteiro ou ler um artigo ou jornal porque outros pensamentos ou sentimentos atrapalham;

6. Perda de energia - Você se sente cansado o tempo todo;

7. Nervosismo - Você sempre se sente tão ansioso que não consegue parar quieto;

8. Culpa - Você acha que “nunca vai fazer nada certo” e se preocupa em ser um peso para os outros;

9. Tristeza pela manhã. - Você se sente pior de manhã do que no resto do dia;

10. Pensamentos de morte - Você pensa toda hora em morte ou sente vontade de morrer ou pensa em formas de se ferir.

Se você apresentar três ou mais destes sintomas ou se tiver apenas um ou dois, mas tem se sentido mal por duas semanas ou mais, é hora de buscar ajuda.

Buscando ajuda

Se você está com sintomas de depressão, não os guarde só para si. Antes de qualquer coisa, fale sobre eles com seu médico. Pode haver causas físicas para a sua depressão.

O diabetes malcontrolado pode causar sintomas que parecem com depressão. Durante o dia, taxas altas ou baixas de açúcar podem fazer você se sentir cansado ou ansioso. A hipoglicemia também pode levar a pessoa a ter fome e comer demais. Se você tiver hipoglicemia à noite, pode levantar várias vezes para urinar e, com isso, se sentir cansado durante o dia.

Outras causas físicas de depressão podem incluir:

  • Abuso de álcool ou drogas;
  • Problemas da tiróide;
  • Efeitos colaterais de algumas medicações - Mas ATENÇÃO, não pare de tomar a medicação sem falar com seu médico. Ele poderá ajudá-lo a descobrir se existe um problema físico na raiz dos seus sentimentos de tristeza.

Se o seu médico descartar causas físicas, ele vai encaminhar você a um especialista que pode ser um psiquiatra ou um psicólogo. Na verdade, muitos médicos já trabalham em conjunto com profissionais de saúde mental, formando uma equipe para tratar melhor as pessoas com diabetes.

Os profissionais de saúde mental podem ajudar você a atravessar esta fase difícil de depressão. O melhor tratamento, comprovadamente, é o integrado, que combina psicoterapia com medicação antidepressiva, embora em alguns casos, esta não seja necessária.

A terapia psicológica com profissionais bem treinados pode ajudar a enxergar os problemas que causam a depressão. A psicoterapia também ajudará a encontrar, lidar com, ou resolver o problema. A psicoterapia pode ser breve ou de longa duração. Converse com o terapeuta para saber como ele trabalha e como será, especificamente, o seu tratamento. Para que a psicoterapia funcione, é muito importante que você se sinta à vontade com o profissional para poder falar sobre este e qualquer outro assunto. Portanto, você deve ter certeza de que se sente bem com o terapeuta que escolher.

Se for recomendável usar medicamentos, você deverá se consultar com um psiquiatra. O psiquiatra é um médico com treinamento especial para diagnosticar e tratar problemas emocionais de qualquer natureza. Os psiquiatras são os únicos profissionais de saúde mental que podem prescrever medicações e tratar o lado “químico” da depressão.

Se você concordar em usar uma medicação antidepressiva, pergunte ao seu psiquiatra e ao seu médico sobre os efeitos colaterais, incluindo como a medicação pode afetar a glicemia. Não se assuste, já existem muitos remédios que causam poucos ou nenhum efeito colateral e que não afetam a glicemia. O importante é conversar com os médicos sobre isso, para não ficar com um medo desnecessário. Outro ponto importante é ter certeza de que o médico psiquiatra estará disponível quando precisar dele.

Se você tem sintomas de depressão, não espere muito para buscar ajuda. Se seu médico não puder lhe indicar um psiquiatra, contate a associação de psiquiatria do seu estado ou o departamento de psiquiatria de alguma faculdade de medicina. As associações de diabetes também podem ser uma boa fonte de informações sobre profissionais de saúde mental que costumam trabalhar com pessoas com diabetes

Ana_Lyse
TOPO

 
borda   borda