Home Page
top  
 

O que é a bulimia nervosa?

Vítimas de bulimia nervosa também costumam ter uma auto-imagem negativa, além de sofrer de depressão e outros problemas psicológicos. Também têm um grande medo de se tornarem gordas. Entretanto, as pessoas com bulimia lidam com o medo de uma forma um pouco diferente. Ao invés de se não se alimentarem, comem em excesso e, então, tentam eliminar o alimento para fora dos seus corpos, também com o uso de medicamentos, como laxantes e diuréticos, ou pela estimulação do vômito.

Para receber o diagnóstico de bulimia, a pessoa tem que ter episódios de descontrole alimentar extremo, seguidos por qualquer forma de tentativa de eliminação do alimento, em média, duas vezes por semana, por pelo menos três meses.

O descontrole alimentar significa comer um bolo inteiro além de um pote grande de sorvete, em poucas horas. Isto, em geral, se segue de muita culpa ou remorso e de alguma forma de eliminação das calorias e, assim, evitar o ganho de peso.

Tal como a anorexia, a bulimia pode começar depois de uma dieta. Entretanto, a pessoa com bulimia desenvolve uma forte “fissura” pelas comidas “proibidas” e quando começa a comê-las, não consegue parar. Assim é o início da compulsão alimentar.

Os excessos alimentares e a eliminação contante do que foi ingerido são sinais de que a pessoa realmente perdeu o controle dos seus hábitos alimentares.

Comparando com a anorexia, é mais difícil perceber que alguém sofre de bulimia porque o peso costuma estar próximo do normal.

A pessoa com bulimia, em geral, tem uma personalidade mais extrovertida e mais adaptável socialmente. Mas também sofre de baixa auto-estima e isso leva a um desejo por perfeição. Não alcançar a perfeição continua o ciclo de baixa auto-estima que reforça o transtorno alimentar.

Entetanto, existe uma grande diferença entre os dois transtornos. Os que sofrem de bulimia, com freqüência, se dão conta de que o comportamento é anormal e mesmo perigoso.

Ana_Lyse
TOPO

 
borda   borda